Por que usamos aliança de casamento no dedo anelar esquerdo?



São várias as teorias que explicam o uso das alianças no anelar da mão esquerda e, portanto não há um consenso. A teoria mais aceita é a de que a mão direita sempre foi símbolo de poder e decisão e a esquerda de submissão, assim, naquela época, usar uma aliança na mão esquerda representaria a submissão da mulher ao companheiro em virtude do compromisso assumido.

Também não há consenso quanto ao porquê de se usá-la no quarto dedo. Uma das teorias vem de uma antiga crença de que pelo anelar passava uma veia que ligava esse dedo diretamente ao coração e que um imã teria o poder de atrair o coração humano, símbolo do amor. Com isso surgiu então a ideia de se usar imãs em forma de anel e depois anéis e alianças nesse dedo em celebrações matrimoniais para atrair o coração do companheiro para sempre. Os Romanos e depois a Igreja mantiveram essa tradição.

De acordo com a tradição que vem dos romanos, o anel de casamento deveria ser usado no dedo anelar da mão esquerda porque ali passa uma veia que liga direto ao coração e era chamada por eles de Vena Amoris, ou “veia do amor”.

Na Inglaterra medieval a noiva usava a aliança no dedo polegar e no casamento o noivo recitava o “Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo” trocando a aliança de dedo até parar no anelar onde ficaria para sempre.

Outra teoria se refere à praticidade mesmo. Segundo ela, o motivo para se usar aliança no anelar seria mera conveniência. Por o anelar ser o dedo menos utilizado dos dez dedos, nele a aliança ficaria mais protegida.

LINDA TEORIA - Há uma antiga explicação chinesa sobre o uso do anel de matrimônio no dedo anelar esquerdo. Segundo esse relato, isso tem a ver com a simbologia que há em cada dedo da mão: os polegares representam os pais, os dedos indicadores os irmãos e amigos, o dedo médio representa você mesmo, o anelar representa seu cônjuge e o dedo mindinho representa os filhos.

Existe um vídeo no YouTube que explica melhor o que os chineses pensam sobre o uso do dedo anelar para selar uma união conjugal. Segundo a explicação, dobrando-se os dedos médios das duas mãos e unindo-os, ao mesmo tempo em que unimos os outros dedos pelas pontas, algo inusitado aconteceria. Daí a conclusão: não podemos separar as mãos quando estas estivessem ligadas pelo dedo anelar, uma vez que estes eram os únicos que não daria para soltar enquanto as mãos estivessem nessa posição, daí o motivo de se usar as alianças neste dedo, já que o compromisso assim como a união entre os anelares também não poderia ser desfeita. Acompanhe o vídeo e entenda melhor:



Ainda segundo os chineses, cada dedo da mão representaria um membro da família: Polegar – os pais; Indicador – os irmãos; Médio – você mesmo; Anelar – seu companheiro; Mínimo – os filhos. Dessa forma, polegares, indicadores e mínimos se separam, pois nenhum destes permanecerá com você para sempre, mas seu cônjuge deveria ficar para sempre com você.

No entanto, o uso de anéis no dedo no quarto dedo da mão esquerda não é um consenso, em casamentos judaicos, por exemplo, as alianças são usadas no dedo indicador.

Contudo, o que se pode afirmar é que o tempo e as tradições transformaram o ato de colocar uma aliança no quarto dedo da mão esquerda o ápice de uma união entre duas pessoas. Portanto faça da Virtual Joias parte da sua história e de seu relacionamento ainda mais especial, selando esse amor com uma de nossas lindas alianças.

PROF. MICHEL NO SEU CELULAR! Baixe grátis o novo aplicativo do Esotérico Professor Michel no seu celular. Utilize o endereço http://app.vc/esoterico_prof._michel no navegador de seu smartphone ou fotografe o código ao lado com um aplicativo leitor de códigos QR.





https://www.facebook.com/EsotericoProfessorMichel


Ver mais textos  Indique esta notícia para um(a) amigo(a)


  Política de privacidade do site  |  Entre em contato  |  Sobre Piracicaba  |  Sala de Imprensa  |  Criação evernet